A Invenção de Hugo Cabret - Resenha

Livro: A Invenção de Hugo Cabret
Autor: Brian Selznick
Editora: SM
Páginas: 533
Ano: 2007
Avaliação: 


Sinopse: Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida dos gigantescos relógios do lugar - escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas. A sobrevivência de Hugo depende do anonimato - ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto. Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta história, que, narrada por texto e imagens, procura misturar elementos dos quadrinhos e do cinema. 



Olá Pessoal! Hoje venho com uma resenha de um livro que pra mim, foi incrível, cheio de gravuras e um enredo de matar! Brian Selznick conseguiu me fazer estar no começo do séc. XX, sem nenhuma dúvida posso dizer que este é um dos meus livros favoritos, o Steampunk presente em várias partes me deixou bem animado com o gênero.


O Livro vai narrar a história do Menino Hugo, um órfão cheio de segredos que vive em um apartamento dentro de uma estação ferroviária em Paris, Hugo se envolve em vários problemas e roubar é uma de suas mais fortes características, sempre fugindo do inspetor da estação e de lojistas, ele me cativou por sua coragem e por se gênio forte.

Todos os personagens do livro, sem exceção, me deixaram a história toda sem folego, tudo o que ocorre no livro tem uma ligação e isso o deixa mais interessante, no decorrer do livro, Hugo encontra a menina Isabelle,  que o ajuda a desvendar mistérios que envolvem basicamente, toda a narrativa

Esse livro além de ser intuitivo é de certa forma educacional, em várias partes me peguei aprendendo um pouco da história do cinema francês e de acontecimentos históricos, o autor conseguiu tratar de uma forma atual uma história antiga,desde a escrita até o modo de ensino.


Confesso pra vocês que, a adaptação cinematográfica do livro é muito boa! Esse "pré-conceito" que tinha de adaptações de livros para o cinema acabou depois de assistir e ler "A Invenção de Hugo Cabret", quando li o livro já tinha assistido o filme umas duas vezes e por incrível que pareça, enquanto lia me senti assistindo o filme, claro que com algumas diferenças, nada é perfeito. As duas horas de duração do filme conseguiram falar muito do livro.

Gostei muito da minha edição, a editora SM fez um trabalho maravilhoso, as gravuras são lindas e o contraste entre a capa e a parte de trás do livro o deixa mais bonito, as páginas são todas com bordas pretas que o deixa mais "luxuoso", a decepção que tive foi que as bordas dos livros são muito frágeis, o simples ato de pegar o livro pra folear e depois o devolver a estante já o deixa danificado e o preço é um pouco alto, mas vale a pena!

Espero que tenham gostado,

                                 Até a Próxima!



0 comentários:

Deixe seu comentário