Resenha - Eu Sou o Número Quatro



Livro: Eu Sou o Número Quatro
Autor(a): Pitacus Lore
Editora: Intrinseca
Ano: 2010
Páginas: 350
Avaliação: 



Sinopse: Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes com os quais vocês só podem sonhar. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes - mas somos reais.


Nosso plano era crescer, treinar, nos tornar mais poderosos e nos unir, para então enfrentá-los. Porém, eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, estamos fugindo.
O Número Um foi capturado na Malásia.
O Número Dois, na Inglaterra.
E o Número Três, no Quênia. Eu sou o Número Quatro. Eu sou o próximo."

Nesta historia conhecemos John Smit (o número quatro) um extraterreste adolescente, que veio com seu Cepam (espécie de protetor) Henri, viver na terra após o seu planeta de origem, Lorien, ser destruído por uma raça de seres, chamada Mogadorianos.

Quando era criança John achava que Henri o havia sequestrado de sua verdadeira família, não acreditava que era de outro planeta, pois até então era iguais a nós, humanos. Ele só começou a acreditar de verdade, quando seus legados (poderes) começaram a se desenvolver.

A historia conta o romance de John com Sara, ele está na nova escola e assim que viu Sara pela primeira vez se apaixonou por ela.

Além do romance, conhecemos também o amigo de John, Sam. Ele é um nerd, que a principio vivia triste, pois o seu pai desapareceu de repente e nunca mais conseguiu falar com ele.

A historia de Sam começa a mudar quando ele descobre que o desaparecimento do pai dele, tem relação com a raça que está atrás de Jonh.

Gente, eu particularmente amo essa serie. Apesar de algumas partes, o livro focar no romance adolescente de John e Sara, e esta relação ser um pouco clichê, achei bem legal e criativa a historia.

Ah gente, não poderia deixar de citar o Bernie Kosar, o cachorro mais incrível do mundo!!! Adoro ele.

Além da criatividade, achei bem legal a ideia de colocar um pseudônimo ao autor. No lviro a autoria se dá a Pitacus Lore, um dos anciãos do planeta Lorien, é como se fosse ele que contasse as historias. Mas os verdadeiros autores são James Frey e Jobie Hughes.

Para quem gosta de um livro de ficção tenho certeza que vocês vão adorar.

E vocês já leram? Gostaram do livro?

0 comentários:

Deixe seu comentário